Login - Clientes:

E-mail

Senha

Lembrar senha

Notícias

Secretaria do Ambiente de Arraial do Cabo entra no Programa Jogue Limpo

O Programa Jogue Limpo é o sistema de logística reversa de embalagens de lubrificantes, que tem por objetivo promover a destinação ambientalmente adequada dos mesmos por meio de reciclagem, sempre atendendo à legislação em vigor.
 
A Secretaria Municipal do Ambiente de Arraial do Cabo, através do Departamento de Qualidade Ambiental recebeu, na semana passada, a Gerente Comercial da Empresa SUATRANS, e representante do Programa Joguem Limpo do Estado do Rio de Janeiro, Andreza Aquino.

De acordo com o chefe do Departamento de Qualidade Ambiental, Marlon Souza,– Trata-se de uma iniciativa liderada pelos fabricantes de óleos lubrificantes através do Sindicom e do Simepetro, que se integra no conceito de Responsabilidade Compartilhada da qual também fazem parte distribuidores, comerciantes e consumidores finais de lubrificantes.

Durante a visita, a Secretaria intermediou o contato com o presidente da Fundação Instituto de Pesca de Arraial do Cabo (FIPAC) Paulo Fernandes, para que fosse feito o recolhimento e compra gratuitamente das embalagens de óleo lubrificante da Marina dos Pescadores. Com isso, criam-se a possibilidades de agregar valores para a melhoria do recolhimento de outros resíduos contaminados com óleo lubrificante.
Marlon acrescentou que o programa funcionará em todo município, recolhendo as embalagens dos postos de gasolina, oficina mecânica e da Usina de Separação de Resíduos.

– A coleta será realizada por caminhões especializados que visitaram periodicamente os pontos de coleta. Os sacos das embalagens plásticas de lubrificantes que forem disponibilizados serão eletronicamente pesados, transferidos estes dados vão automaticamente para o site Jogue Limpo e emitido, no ato, um comprovante que poderá ser exigido dos mesmos na obtenção da licença de operação. Os frascos recolhidos são levados à Central de Recebimento, onde o material é prensado, armazenado e, posteriormente, remetido a uma recicladora – explicou Marlon.

Segundo o secretário do Ambiente David Barreto, na recicladora, o material é triturado e, depois de submetido a um processo de descontaminação do óleo lubrificante, passa por extrusão para ser transformado em matéria-prima de novas embalagens e outros produtos plásticos, retornando à cadeia de produção.

– Deste modo, cria-se um ciclo virtuoso, que evita o desperdício de um material plástico derivado do petróleo e que se fosse jogado na natureza teria um período de degradação na faixa de 400 anos – finalizou David.

Fonte: A1 -01/02/2011

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home